Quando trocar os pincéis e esponjas de make?

Os itens tem-que-ter no necessaire não tem prazo de validade definido e podem durar muito tempo, se bem conservados. Diferente das maquiagens, como blush, sombra, rímel e batom, que podem causar alergias depois da data de validade, a durabilidade dos pincéis e esponjas de make dependem da forma como são higienizados e conservados.

Trazemos hoje dicas que recebemos da Belliz para ajudar na conservação e também para reconhecer a hora certa de substituí-los.

Quando trocar os pincéis?

Caso o pincel seja higienizado regularmente e armazenado em local seco, pode durar por anos.

Mas, como nem tudo é para sempre, se as cerdas começarem a se soltar, ficarem muito desgastadas ou perderem seu formato original e eficiência, o tempo de uso do pincel chegou ao fim e é hora de substituí-lo.

Para higienizar, no caso dos sintéticos, o melhor é lavá-los com água corrente e sabão neutro.

Quando trocar as esponjas?

O caso das esponjas é um pouco diferente, mesmo com lavagens mais frequentes para higienização, as esponjas absorvem muita maquiagem e são mais propensas à criação de bactérias.

Assim, quando a esponja estiver desgastada ou com os poros mais abertos é hora de trocar o produto.

Para higienizar, o processo de limpeza é bem similar ao dos pincéis, basta usar água morna e sabão neutro. Outra dica é não torcer as esponjas como roupas para não rachar e reduzir a sua vida útil.

Como conservar?

A limpeza das esponjas e pincéis deve ser feita regularmente, a cada 15 dias, ou quando os produtos estiverem com excesso de maquiagem.

Não é necessário fazer a higienização diária, já que, feita em demasia, pode acabar mudando o formato do produto. É essencial que os produtos estejam totalmente secos antes de guardar, para não afetar o formato.

Além disso, os pincéis e esponjas devem ser guardados em local arejado e seco, longe da umidade. Outra dica que ajuda na limpeza e conservação é não compartilhá-los para evitar contaminações, não deixar os pincéis de molho e evitar mergulhar totalmente a sua base na água.

O ideal é limpar a área visível das cerdas até onde elas encontram aquela parte metálica que as seguram, o que não compromete a madeira e nem a base dos pincéis, dando mais durabilidade ao produto.

Quer dicas para limpar direitinho os pinceis? Veja o que a top Camila Coelho mostra:

Quer saber como identificar os pinceis, saber qual é sintético, qual é natural e etc? Veja este vídeo do canal da Paola Gavazzi:

E as esponjinhas? Volto para a Camila Coelho que conta das esponjinhas queridinhas do momento, Beauty Blender:

Sam Shiraishi

Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *