O nome do esmalte

Antes de falarmos especificamente de esmaltes, vamos pensar em porque temos nomes diferentes do que apenas as cores que os contém.

A marca é tudo que ajuda o cliente a formar uma opinião sobre uma empresa ou produto, um dos pilares que formam a marca é o “storytelling” (contar uma história), é o que faz o consumidor ter uma ligação emocional com o que está sendo vendido.

 

Onde nascem os nomes dos esmaltes

Além de refletir a cara da empresa, ter uma conexão emocional com você, o nome de um esmalte deve refletir as tendências do mercado. Para isso, antes de determinar um conceito, as equipes de criação buscam informações em feiras como a Cosmoprof, ou sites de análise de moda e design como o WSNG.

Tendência de Cores (Pantone)

O processo de criação geralmente envolve as áreas de comunicação, marketing e desenvolvimento de produto e, no caso de marcas como as de Ana Hickmann e Giovanna Antonelli, a própria celebridade que dá nome à linha também participa dessa escolha.

O processo

Depois de um brainstorming ( tempestades de ideias) ou o “toró de parpite”, os melhores nomes são escolhidos. Eles precisam respeitar religiões e diferenças, serem democráticos e de nenhuma forma ofensivos.

Quem se lembra da polêmica campanha da Risqué, intitulada Homens que Amamos, a nova linha tentava, sem o menor sucesso, homenagear os homens “que fazem a diferença na vida das consumidoras”. “André fez jantar” , “Fê mandou mensagem” , “Guto fez o pedido”, “João disse eu te amo”, “Léo mandou flores” e “Zeca chamou para sair” eram alguns das cores da coleção de 2015. A recepção foi desastrosa, um belo exemplo do que não fazer.

Depois dessa fase, entra o departamento jurídico para se certificar que os nomes escolhidos são inéditos e não tem registros. Somando as principais marcas temos aproximadamente 500 novos nomes por temporada, imagine o esforço para criar algo original!

Anatomia do esmalte

O marketing de tudo

Assim como bonecos, camisetas e outros itens de merchandising, os cosméticos também começam a fazer parte do mix de produtos da cultura pop. Um bom exemplo é o filme Mulher Maravilha que deve ser lançado em junho desse ano e já conta com sua linha de esmaltes.

 

 

E você? Como escolhe seus esmaltes? O nome do esmalte influencia a sua escolha?

Claudia Santos

Claudia Santos

Claudia Santos é designer com experiência em várias disciplinas da área principalmente na área de desenvolvimento de produtos, moda, esportes e cultura. Formada em Comunicação Social pelo Instituto Metodista de Ensino Superior, tem extensão universitária em Marketing Cultural pela Universidade Anhembi Morumbi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *